Hospital de Câncer de Catanduva

O legado de um voluntariado

 15/06/2022

Os Voluntários do Bem entregaram R$ 143.175,66 nesta quarta-feira, 15 de junho, ao Hospital de Câncer de Catanduva. O montante se deve a três ações realizadas pelo grupo: doação de R$ 20.106,28 para compra de equipamentos, R$ 10.494,00 da ação Sorvete do Bem, em parceria com a Ice Creamy, e R$ 112.575,38 da Feijoada do Bem, em parceria com o Proença Supermercados. A entrega aconteceu com a presença da Diretoria Executiva da Fundação Padre Albino e do presidente do Conselho de  Administração, Dr. José Carlos Rodrigues Amarante.

 

Os Voluntários do Bem foram peças importantes na construção do sonho HCC. “Vocês foram muito firmes e teimosos e o resultado está ai”, disse Dr. Amarante, ao ressaltar o trabalho do grupo ao longo de todos os anos. “Vocês participaram da construção e agora nos ajudam com a manutenção dos serviços”, ressaltou o diretor administrativo e financeiro, Heliton Benetelli.

 

A excelente organização e execução das ações do grupo de voluntários foi elogiada e agradecida pela diretoria que se colocou à disposição para o que os Voluntários do Bem precisarem. “Dava pra sentir o amor e não tem dinheiro no mundo que pague. Somos muito agradecidos pela dedicação de cada pessoa que ajuda o hospital; não importa a quantia, pois o valor é intrínseco, o valor do amor é o que importa”, finalizou Dr. Amarante ao falar do evento 'Feijoada do Bem', que serviu 800 convidados, alimentou 100 voluntários que estavam trabalhando e mais 300 famílias com a quantia doada após o evento para os projetos Prateleira Solidária e Panela Solidária.

 

“O que nos move é acompanharmos o testemunho dos pacientes que sempre falam como são bem atendidos e bem tratados e nós esperamos que este seja sempre o valor maior”, considerou a coordenadora do Voluntários do Bem, Luciana Vargas.

 

Durante o evento Feijoada do Bem, o voluntário Guilherme Montoni foi homenageado pelo grupo e pela Fundação, pois foi o primeiro evento sem a presença dele. “Sentimos a força do Guilherme; a energia dele estava lá o tempo todo. Ele não era só um voluntário; era nosso incentivador. Estava sempre feliz e sorrindo”, afirmaram os presentes.

 

“Somos gratos de coração. Vocês têm poder de multiplicação e de sensibilização”, ressaltou a diretoria da FPA aos voluntários.


Compartilhe: 

...